Tribunal de Justiça Desportiva
do Futebol do Estado do Rio de Janeiro

Notícias

Home » Notícias » Serrano tem dois jogadores punidos na Série B1

Serrano tem dois jogadores punidos na Série B1

Adversário da partida, Olaria também teve um atleta suspenso nesta segunda-feira (25)

25/09/2017

A partida que daria continuidade ao sonho do Serrano em chegar à elite do futebol carioca terminou com dois jogadores expulsos: José Carlos e Kauer. Julgados pela Quinta Comissão Disciplinar nesta segunda-feira (25), o primeiro pegou a pena mínima de quatro jogos e o segundo foi advertido. O Olaria, adversário do Serrano na 11ª rodada da Taça Corcovado, Série B1, também teve um atleta punido. Fernando Nascimento foi suspenso por quatro partidas.

Aos 90 minutos de jogo, José Carlos e Fernando Nascimento foram expulsos com o cartão vermelho direto. O atleta do Serrano deu um soco no jogador do Olaria, que revidou. Ambos foram denunciados no artigo 254-A §1º I do CBJD, que fala em “praticar agressão física: desferir dolosamente soco, cotovelada, cabeçada ou golpes similares em outrem, de forma contundente ou assumindo o risco de causar dano ou lesão ao atingido” e tem como punição a suspensão de quatro a 12 jogos.

Três minutos depois, Kauer Fernandes, da equipe mandante, deixou o campo de jogo por dar um pontapé no adversário, em disputa de bola. Kauer foi incurso no artigo 254 II do CBJD, por “a atuação temerária ou imprudente na disputa da jogada, ainda que sem a intenção de causar dano ao adversário”, com uma a seis partidas de gancho.

As defesas apresentaram prova de vídeo, mas não conseguiram ilidir a súmula e assim os auditores votaram por punir José Carlos e Fernando Nascimento em quatro jogos e Kauer em uma partida convertida em advertência.

São Gonçalo x Barcelona – Série B1 – 27 de agosto

Daniel Felipe, do São Gonçalo, foi expulso com o segundo cartão amarelo por colocar a mão na bola, impedindo um ataque promissor. O jogador foi denunciado no artigo 250 do CBJD, que fala em “praticar ato desleal ou hostil durante a partida”. Por unanimidade, Daniel pegou um jogo convertido em advertência.

Por trocarem tapas, Josiel Raymundo, do São Cristóvão, e Adeildo da Silva, do Barcelona, foram incursos no artigo 254-A do CBJD, que trata de “praticar agressão física durante a partida”. Ambos foram apenados com quatro jogos de suspensão.

Santa Cruz x Mesquita – Série B2 – 10 de setembro

Aos 88 minutos, Gean Carlos, do Santa Cruz, foi expulso com o segundo cartão amarelo por, após a marcação de uma falta em favor da própria equipe, chutar a bola retardando o reinício de jogo. O atleta acabou denunciado no artigo 250 do CBJD, “praticar ato desleal ou hostil” e, por unanimidade, foi absolvido.

Viva Rio/Pérolas Negras x Teresópolis – Série C – 7 de setembro

O técnico do Teresópolis, Kaio Eduardo, foi expulso aos 36 minutos da etapa final por, após a marcação de uma falta em favor da própria equipe, reclamar e gesticular acintosamente cobrando cartão vermelho para o adversário.

Kaio Eduardo acabou denunciado no artigo 258 §2º II do CBJD, que fala em “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões”. Por maioria de votos, o treinador pegou um jogo convertido em advertência.

Nova Iguaçu x Vasco da Gama – Estadual Sub-17 – 9 de setembro

O atleta do Vasco, Luiz Felipe, foi expulso aos 70 minutos por proferir xingamentos ao assistente número 2 da partida. Pela infração, o jogador foi denunciado no artigo 258 CBJD, “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”. A Procuradoria entendeu que houve ofensa, não desclassificou, mas alertou os auditores da gravidade do caso pedindo aplicação de uma pena rigorosa. O relator condenou Luiz Felipe em dois jogos de suspensão e foi acompanhado de forma unânime.

Miguel Couto x Heliópolis – Série C – 6 de setembro

O Miguel Couto foi denunciado no artigo 206 do CBJD, “dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida” pelo atraso de 16 minutos do médico da equipe.

Por unanimidade de votos, o clube foi multado em R$ 120 por minuto, no total de R$ 1,920.

Heliópolis x Tomazinho – Série C – 10 de setembro

Segundo a súmula, o Heliópolis atrasou em cinco minutos o início da partida e por isso acabou incurso no artigo 206 do CBJD. Por terem encontrado um erro na marcação do árbitro, a Procuradoria pediu a retificação para quatro minutos. Assim, o clube foi multado em R$ 200 por minuto, no total de R$ 800. A decisão foi por unanimidade de votos.

Flamengo x Botafogo – Estadual Sub-17 – 9 de setembro

Lucas Pimenta, atleta do Botafogo, foi expulso ao término da partida por proferir ofensas e reclamações à arbitragem. Assim, o jogador Sub-17 foi denunciado no artigo 243-F §1º do CBJD, “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. Por unanimidade de votos, Lucas foi suspenso em quatro e jogos e, por maioria, multado em R$ 100.

Elise Duque/Assessoria TJD-RJ